29 de junho de 2018, 14h03

Juninho Pernambucano vai à delegacia denunciar ameaças

Ex-jogador agradeceu o atendimento que recebeu na Delegacia de crimes de informática; ele vem recebendo ameaças via redes sociais

(Foto: Reprodução/Twitter de Juninho Pernambucano)

Juninho Pernambucano foi à polícia nesta sexta-feira (29) para denunciar as ameaças de morte que vem recebendo pelas redes sociais. “Dever cumprido. Delegacia de crimes de informática com o atendimento alto nível dos Delegados Pablo Sartori e Marcos Motta e o inspetor Carlos Lopes. Chega de ameaça e opressão. Todos citados inclusive quem participa indiretamente. Chega de pilha e ódio irresponsável”, publicou o ex-jogador pelo Twitter.

 

 

Ativo frequentador das redes sociais, Juninho havia usado o Twitter, na segunda-feira (25), para divulgar que vem sofrendo ameaças de violência e, até de morte, por parte de torcedores, como postou o próprio ex-jogador.

De acordo com ele, as ameaças partem, principalmente, de torcedores do Flamengo, a quem chamou de “fanáticos e fascistas”. Na última semana, Juninho, que até pouco tempo atrás era comentarista do SporTV, se envolveu em uma polêmica ao criticar, também pelas redes sociais, o comportamento do narrador Galvão Bueno, da Rede Globo. O pivô da divergência foi a participação do atacante Neymar na Copa do Mundo.