05 de junho de 2018, 18h37

Justiça dos EUA paga R$15 de indenização a família de homem negro morto por policial

Gregory Vaughn Hill Jr foi morto por um policial na garagem de sua casa na Flórida, em 2014, após uma queixa de barulho feita pelos vizinhos; júri popular inocentou policial acusado de uso excessivo da força e determinou um pagamento de US$4 como indenização à família

Foto: Arquivo/Reprodução
Gerou polêmica nos Estados Unidos a decisão de um júri popular, ocorrido na semana passada, que determinou o pagamento de US$4 (o equivalente a R$15) à família de um homem negro que foi morto pela polícia na garagem de sua casa. O caso aconteceu em 2014. Gregory Vaughn Hill Jr, de 30 anos, foi baleado pelo xerife da polícia do Condado de St. Lucie, na Flórida, após reclamações de barulho dos vizinhos. Jr. foi encontrado morto ao lado de uma pistola descarregada, mas a família afirma que ele não chegou a utilizar a arma quando foi morto. O processo foi...

Gerou polêmica nos Estados Unidos a decisão de um júri popular, ocorrido na semana passada, que determinou o pagamento de US$4 (o equivalente a R$15) à família de um homem negro que foi morto pela polícia na garagem de sua casa.

O caso aconteceu em 2014. Gregory Vaughn Hill Jr, de 30 anos, foi baleado pelo xerife da polícia do Condado de St. Lucie, na Flórida, após reclamações de barulho dos vizinhos. Jr. foi encontrado morto ao lado de uma pistola descarregada, mas a família afirma que ele não chegou a utilizar a arma quando foi morto.

O processo foi se arrastando e um júri popular decidiu inocentar o policial que atirou em Gregory da acusação de uso excessivo da força. Mais do que isso, o júri popular considerou a vítima culpada pela própria morte, já que ele estaria embriagado. Como indenização à família, o júri determinou o pagamento de US$ 1 à mãe pelos custos do funeral e US$ 1 para cada um de seus três filhos.

Solidariedade

O advogado da família, por considerar a decisão do júri um “insulto”, criou uma página na internet para arrecadar fundos com o intuito de cobrir os danos causados à família pela morte de Gregory. Até agora já foram doados cerca de US$7 mil.

*Com BBC Brasil