Imprensa livre e independente
09 de outubro de 2017, 07h52

Justiça pede penhora de bens do apresentador Ratinho

O objetivo é quitar uma dívida de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda; fazenda, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados.

O objetivo é quitar uma dívida de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda; fazenda, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados. Da Redação* O apresentador do SBT, Carlos Massa, conhecido como Ratinho, está passando por uma blitz promovida pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, órgão do Ministério da Fazenda. O objetivo é buscar em seus bens valores para quitar uma dívida tributária de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda. De acordo com in formações da revista Época, sua fazenda no Acre, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados para garantir o...

O objetivo é quitar uma dívida de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda; fazenda, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados.

Da Redação*

O apresentador do SBT, Carlos Massa, conhecido como Ratinho, está passando por uma blitz promovida pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, órgão do Ministério da Fazenda. O objetivo é buscar em seus bens valores para quitar uma dívida tributária de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda.

De acordo com in formações da revista Época, sua fazenda no Acre, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados para garantir o pagamento da dívida. Foi solicitado à Agência Nacional de Aviação Civil que informasse sobre as aeronaves em nome de Ratinho. A defesa do apresentador e empresário está contestando a cobrança na Justiça, pois discorda da metodologia aplicada para calcular o imposto.

*Com informações do BOL

Foto: YouTube

Veja também:  Garoto-propaganda da reforma da Previdência, Ratinho vai entrevistar Bolsonaro

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum