Imprensa livre e independente
15 de fevereiro de 2018, 19h19

Justiça suspende depoimento que Lula daria semana que vem em Brasília

O TRF1 acatou um pedido liminar da defesa e suspendeu o depoimento que Lula prestaria no próximo dia 20, pela ação em que é réu por suposto "tráfico de influência"; desembargador entendeu que há "inversão tumultuada da ordem processual"

O desembargador Neviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, acatou um pedido da defesa do ex-presidente Lula e suspendeu o depoimento que o petista prestaria na próxima segunda-feira (20) na 10ª Vara da Justiça Federal. Na audiência, Lula seria ouvido pela ação da Operação Zelotes em que é réu por suposto tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa na compra de caças suecos pelo governo Dilma Rousseff. O ex-presidente nega todas as acusações. O TRF1 decidiu suspender o depoimento pois entendeu que, antes disso, todas as testemunhas de defesa devem ser ouvidas no...

O desembargador Neviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, acatou um pedido da defesa do ex-presidente Lula e suspendeu o depoimento que o petista prestaria na próxima segunda-feira (20) na 10ª Vara da Justiça Federal.

Na audiência, Lula seria ouvido pela ação da Operação Zelotes em que é réu por suposto tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa na compra de caças suecos pelo governo Dilma Rousseff. O ex-presidente nega todas as acusações.

O TRF1 decidiu suspender o depoimento pois entendeu que, antes disso, todas as testemunhas de defesa devem ser ouvidas no processo e que, caso Lula fosse ouvido antes dessa fase, estaria se configurando uma “inversão tumultuada da ordem processual”.

Confira, abaixo, a íntegra da decisão.

Veja também:  Jaques Wagner condena decreto de Bolsonaro sobre armas

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum