Imprensa livre e independente
14 de setembro de 2017, 13h13

K.O! Popó sobe ao ringue, pela última vez, ao som de Pabllo Vittar

Pugilista revelou que será uma homenagem ao filho, que é gay assumido. Da Redação Recentemente, Acelino Popó Freitas deu um cruzado na homofobia, ao declarar que nunca viu problema na orientação sexual de um de seus seis filhos que se assumiu gay, e que continua o amando muito. Inclusive mandou um recado aos preconceituosos: “Se maltratarem meu filho gay, eu desconto na porrada”. Continuando nessa toada, o pugilista revelou, em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini do SBT, qual a trilha sonora da sua luta de despedida. Popó afirmou que pretende fazer uma homenagem ao filho e a toda comunidade LGBT...

Pugilista revelou que será uma homenagem ao filho, que é gay assumido.

Da Redação

Recentemente, Acelino Popó Freitas deu um cruzado na homofobia, ao declarar que nunca viu problema na orientação sexual de um de seus seis filhos que se assumiu gay, e que continua o amando muito. Inclusive mandou um recado aos preconceituosos: “Se maltratarem meu filho gay, eu desconto na porrada”.

Continuando nessa toada, o pugilista revelou, em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini do SBT, qual a trilha sonora da sua luta de despedida. Popó afirmou que pretende fazer uma homenagem ao filho e a toda comunidade LGBT e subirá no ringue ao som de K.O!, música da cantora drag queen Pabllo Vittar.

“A homenagem a todos os trans, todos os gays, todos os héteros, todos juntos. Eu vou subir no ringue com a música K.O!”, falou olhando nos olhos do filho, que também participou da entrevista.

Assista à entrevista completa:

Fotos: Reprodução/ Facebook

Veja também:  Vaza Jato, por Marcelo Uchôa

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum