Seja Sócio Fórum
20 de março de 2019, 08h58

Kajuru chama Gilmar Mendes de “canalha” e diz que ele vendeu sentenças

Por conta disso, Mendes fez uma representação contra o senador e encaminhou as declarações ao ministro Toffoli para a "adoção das providências que entender cabíveis"

Foto: Reprodução
O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) fez graves acusações ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em entrevista à Rádio Bandeirantes no domingo (17). O senador afirma querer saber como o ministro “tem R$ 20 milhões de patrimônio”. “De onde você tirou esse patrimônio? De Mega Sena? De herança de quem você tirou, Gilmar Mendes? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha!”. Por conta disso, Mendes fez uma representação que foi protocolada nesta terça-feira contra o senador e encaminhou as declarações ao ministro Toffoli para a “adoção das providências que entender cabíveis”. Kajuru acusou ainda Mendes de ser sócio dos ex-governadores tucanos Beto Richa...

O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) fez graves acusações ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em entrevista à Rádio Bandeirantes no domingo (17). O senador afirma querer saber como o ministro “tem R$ 20 milhões de patrimônio”. “De onde você tirou esse patrimônio? De Mega Sena? De herança de quem você tirou, Gilmar Mendes? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha!”.

Por conta disso, Mendes fez uma representação que foi protocolada nesta terça-feira contra o senador e encaminhou as declarações ao ministro Toffoli para a “adoção das providências que entender cabíveis”.

Kajuru acusou ainda Mendes de ser sócio dos ex-governadores tucanos Beto Richa (PR), Aécio Neves (MG) e Marconi Perillo (GO). “Nós vamos pegar, apurar, investigar todas as empresas que eles são sócios, que eles têm negociação, por que ele protegeu Aécio Neves, por que que ele protege o Marconi Perillo. Por que que ele protege tantos outros políticos.”

Com informações da coluna de Mônica Bergamo

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum