Imprensa livre e independente
21 de novembro de 2014, 17h11

Kátia Abreu será a nova ministra da Agricultura, diz jornal; assessoria ainda não confirma

Procurada, a assessoria da senadora do PMDB declarou que ainda é preciso aguardar uma possível confirmação do Palácio do Planalto.

Procurada, a assessoria da senadora do PMDB declarou que é preciso aguardar uma possível confirmação do Palácio do Planalto Por Redação A presidenta da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e senadora reeleita pelo PMDB de Tocantins, Kátia Abreu, será a nova ministra da Agricultura no governo de Dilma Rousseff, segundo informação publicada nesta sexta-feira (21) pelo jornal Folha de S. Paulo. O convite teria sido feito e aceito na última quarta-feira. Procurada, a assessoria afirmou que a reunião com a presidenta não estava prevista na agenda oficial da parlamentar e que é preciso aguardar uma possível confirmação do Palácio do Planalto....

Procurada, a assessoria da senadora do PMDB declarou que é preciso aguardar uma possível confirmação do Palácio do Planalto

Por Redação

A presidenta da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e senadora reeleita pelo PMDB de Tocantins, Kátia Abreu, será a nova ministra da Agricultura no governo de Dilma Rousseff, segundo informação publicada nesta sexta-feira (21) pelo jornal Folha de S. Paulo.

O convite teria sido feito e aceito na última quarta-feira. Procurada, a assessoria afirmou que a reunião com a presidenta não estava prevista na agenda oficial da parlamentar e que é preciso aguardar uma possível confirmação do Palácio do Planalto. Desde a reeleição de Dilma, o nome de Kátia Abreu vem sendo cogitado para assumir o lugar de Neri Geller à frente da pasta.

Foto de capa: Moreira Mariz/Agência Senado

Veja também:  Coletivo de juristas pela democracia protocola no STJ pedido de prisão de Moro, Dallagnol e Santos Lima

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum