Latam demite funcionário que participou de vídeo machista na Rússia | Revista Fórum
20 de junho de 2018, 13h22

Latam demite funcionário que participou de vídeo machista na Rússia

Empresa aérea divulga nota de repúdio ao ato de Felipe Wilson: “A companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta”

Foto: Reprodução/Redes sociais

A companhia aérea Latam demitiu nesta quarta-feira (20) o funcionário Felipe Wilson, um dos homens que participaram de um vídeo machista com mulheres, durante a Copa do Mundo, na Rússia, segundo informações de José Edgar de Matos e Leandro Carneiro, do UOL. Wilson marcou presença em gravação, na qual pede para três mulheres estrangeiras repetirem uma frase de baixo calão em português.

Na manhã desta quarta, a empresa divulgou um comunicado para informar a saída do funcionário: “A LATAM Airlines Brasil repudia veementemente qualquer tipo de ofensa ou prática discriminatória e reforça que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. A partir deste pressuposto, a companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta”, escreveu.

Já são três casos de vídeos com esse tipo de conteúdo que aconteceram na Copa. Nesta quarta, uma nova filmagem apresenta um brasileiro pedindo para uma russa falar: “Você vai dar para todo mundo de Montes Claros”. As ocorrências podem ser transformar em um grande problema jurídico. A jurista Alyona Popova ingressou com uma denúncia, depois de recolher assinaturas em uma petição que recrimina o ato dos brasileiros.