12 de julho de 2018, 18h40

Laura Carvalho: “Combate a carências históricas do Brasil pode ser motor da economia”

A professora da FEA/USP fala sobre o livro Valsa brasileira, que analisa a política econômica do país entre 2006 e 2017

A economista Laura Carvalho foi entrevistada pelo jornalista Renato Rovai e falou sobre seu novo livro Valsa brasileira: do boom ao caos econômico. Na entrevista, ela explica como se deu o crescimento econômico brasileiro de 2006 a 2010. “Houve uma série de acertos na política econômica, sobretudo quando se identificou que há um mercado interno muito grande e que há carências históricas de infraestrutura e desigualdades. O combate a essas carências pode funcionar como um motor importante da economia”, afirma.

A professora da USP também comentou sobre o período de 2011 a 2014, quando, segundo ela, “deixamos de ter uma taxa de crescimento tão positiva, porque, inclusive, o cenário externo virou”. Nesses anos além de estagnação, mudou-se a política econômica. “A mudança viria de toda maneira porque havia convicção de que era necessário reorientar para as exportações.” Em seguida, Laura aborda o impeachment de Dilma e o governo Temer.