ASSISTA
18 de Maio de 2017, 09h50

Lauro Jardim diz que Joesley afirma ter dado 60 milhões em propina para Aécio

Esses recursos teriam sido pagos por meio da emissão de notas fiscais frias a diversas empresas, segundo Joesley. O dono da JBS também revela que comprou o apoio de partidos políticos para apoiar Aécio a presidente

A delação de Joesley Batista teria outros trechos devastadores para o presidente do PSDB, Aécio Neves, que além de gravado o pedido de R$ 2 milhões do senador, que teriam ido parar no escritório de Zezé Perrella, também senador por Minas Gerais, teria revelado que pagou propina de cerca de R$ 60 milhões em 2014 para Aécio.

Esses recursos teriam sido pagos por meio da emissão de notas fiscais frias a diversas empresas, segundo Joesley. O dono da JBS também revela que comprou o apoio de partidos políticos para apoiar Aécio a presidente

As informações são da coluna de Lauro Jardim, que revelou as gravações na noite de ontem.