23 de fevereiro de 2019, 19h49

Leonardo Boff declara apoio a comunista Flávio Dino para presidente

Na sexta-feira, Dino expressou desejo de disputar a Presidência da República em 2022. "Meu partido é quem, como você, faz políticas sociais para o povo e para os pobres, começando com a educação. Conte comigo", escreveu Boff no Twitter.

O governador do Maranhão, Flávio Dino - Valter Campanato/Agência Brasil
O teólogo Leonardo Boff declarou apoio neste sábado (23), pelo Twitter, a uma eventual candidatura à Presidência do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Na sexta-feira (22), em uma conferência estadual extraordinária de seu partido, Dino expressou desejo de disputar a Presidência da República em 2022. “Soube que quer ser candidato para a Presidência de 2022. Já tem o meu voto. Não sou filiado ao PT nem a nenhum partido. Meu partido é quem, como você, faz políticas sociais para o povo e para os pobres, começando com a educação. Conte comigo”, escreveu Boff para o governador do Maranhão. Protagonista...

O teólogo Leonardo Boff declarou apoio neste sábado (23), pelo Twitter, a uma eventual candidatura à Presidência do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Na sexta-feira (22), em uma conferência estadual extraordinária de seu partido, Dino expressou desejo de disputar a Presidência da República em 2022.

“Soube que quer ser candidato para a Presidência de 2022. Já tem o meu voto. Não sou filiado ao PT nem a nenhum partido. Meu partido é quem, como você, faz políticas sociais para o povo e para os pobres, começando com a educação. Conte comigo”, escreveu Boff para o governador do Maranhão.

Protagonista de uma trajetória histórica, que quebrou a oligarquia de décadas da família Sarney no Maranhão, Dino é considerado o melhor governador do país. Em dezembro, o comunista foi eleito pelo ranking do G1, pela terceira vez consecutiva, o governador que mais cumpriu metas.