Seja Sócio Fórum
23 de março de 2015, 09h12

Levy discute com Congresso proposta de taxação de grandes fortunas

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos; essa seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada.

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos; essa seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada Por Redação* O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, participou de reunião com o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre um projeto alternativo à proposta de taxação de grandes fortunas. O modelo em estudos pela equipe do ministro, e que deve ser enviado em breve...

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos; essa seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada

Por Redação*

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, participou de reunião com o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre um projeto alternativo à proposta de taxação de grandes fortunas. O modelo em estudos pela equipe do ministro, e que deve ser enviado em breve ao Legislativo, é o adotado pelos ingleses, em que há uma tributação sobre as heranças.

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos. Seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada. Esse tipo de medida, para ser aprovada, irá exigir mudanças na Constituição Federal, por meio de uma emenda constitucional e dois turnos de votação.

* Com informações da Agência Estado

Foto de capa: Wilson Dias/ABr

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum