Imprensa livre e independente
27 de março de 2019, 07h12

Liderados por donos da Havan e da Riachuelo, empresários bolsonaristas chantageiam: Sem reforma não haverá empregos

O grupo é o mesmo que em dezembro do ano passado lançou o projeto Empregue Mais Um, para estimular a criação de vagas e turbinar o início do governo Bolsonaro

Empresários liderados por Luciano Hang e Flávio Rocha entregam carta de apoio à Previdência (Divulgação)
Liderados por Flávio Rocha, da Riachuelo, e Luciano Hang, Havan, um grupo de empresários iniciaram uma chantagem para aprovação da reforma da Previdência proposta pelo governo Jair Bolsonaro (PSL): não vai ter emprego se não sair a reforma, dizem, segundo a coluna Painel S.A., na edição desta quarta-feira (27) da Folha de S.Paulo. Leia também: Com Onyx e Joice, dono da Havan critica fisco e pede fim de instrumento de combate à sonegação: “putaria” Porta-voz do grupo, Gabriel Kanner transmitiu o recado, em clara sinalização de chantagem aos deputados. “Temos de focar a aprovação (da reforma), porque se não passar, não...

Liderados por Flávio Rocha, da Riachuelo, e Luciano Hang, Havan, um grupo de empresários iniciaram uma chantagem para aprovação da reforma da Previdência proposta pelo governo Jair Bolsonaro (PSL): não vai ter emprego se não sair a reforma, dizem, segundo a coluna Painel S.A., na edição desta quarta-feira (27) da Folha de S.Paulo.

Leia também: Com Onyx e Joice, dono da Havan critica fisco e pede fim de instrumento de combate à sonegação: “putaria”

Porta-voz do grupo, Gabriel Kanner transmitiu o recado, em clara sinalização de chantagem aos deputados. “Temos de focar a aprovação (da reforma), porque se não passar, não há milagre”.

O grupo é o mesmo que em dezembro do ano passado lançou o projeto Empregue Mais Um em dezembro, para estimular a criação de vagas e turbinar o início do governo. “Não terá geração de emprego, não terá dinheiro para nada. Qualquer coisa que planejarmos serão só sonhos utópicos sem dinheiro em caixa. A prioridade zero é a nova Previdência”, disse Kanner.

Veja também:  MP suspeita que versão de Bolsonaro sobre cheques de Queiroz a Michelle é falsa

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum