26 de junho de 2018, 17h58

Lídice da Mata (PSB) fica fora da chapa de Rui Costa, mas segue apoiando reeleição do governador 

Governador da Bahia anunciou sua chapa majoritária para a reeleição com Jaques Wagner e o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel (PSD), para as vagas do Senado; agora, Lídice pode tentar se candidatar em chapa avulsa 

Senadora Lídice da Mata (Foto: Ascom/PSB/AL)

Por meio de nota divulgada nesta segunda-feira (25), o PSB baiano demonstrou insatisfação com a escolha do governador da Bahia, Rui Costa (PT), para a sua chapa de reeleição. A senadora Lídice da Mata (PSB) disputava com  Ângelo Coronel (PSD), presidente da Assembleia Legislativa, a vaga para concorrer ao Senado pela chapa majoritária de Rui. O governador, no entanto, optou pelo deputado do PSB, que concorerrá junto com Jaques Wagner (PT) pela chapa majoritária do atual governador.

“Esta exclusão revela um profundo equívoco na condução do processo político”, diz a nota. A senadora, no entanto, segue apoiando a candidatura de Rui Costa para o governo e de Jaques Wagner para o Senado. Em entrevista, no entanto, a senadora disse ver com estranhamento a escolha de Rui.

“O PT acabou de se reunir nacionalmente e decidiu ter prioritariamente alianças com o PSB e o PCdoB. Ainda mais é estranho que uma chapa com a participação de uma senadora do PSB seja retirada da chapa justo num momento em que esses dois partidos se reúnem e discutem até uma aliança nacional”, afirmou.

O PSB deve decidir em reunião nacional, nos próximos dias, se lança a candidatura de Lídice ao Senado em uma chapa avulsa ou se a baiana sairá candidata à deputada federal.