Imprensa livre e independente
11 de junho de 2019, 17h28

Lily Allen faz show em São Paulo e dedica música ‘Fuck you’ a Bolsonaro

Cantora norte-americana politizou o show de pop dedicando uma de suas músicas mais famosas, "Fuck You" (vai se f**, em português), ao presidente brasileiro; "Eu provavelmente serei presa, provavelmente nunca voltarei para o Brasil. 'Fuck You', Bolsonaro". Assista

Lily Allen dedica "Fuck you" a Bolsonaro durante show em SP (Reprodução/Twitter)
A ojeriza ao presidente Jair Bolsonaro, que para além do meio político, já se fez presente no carnaval de rua deste ano e em apresentações de artistas brasileiros, chegou agora ao universo do pop. Na noite desta segunda-feira (10) a cantora norte-americana Lily Allen fez show em São Paulo e dedicou uma de suas músicas mais famosas, ‘Fuck You’, ao presidente brasileiro. Em tradução literal, ‘Fuck you’ siginifica ‘vai se foder’. “Pensei em, desta vez, dedicar esta música para o presidente de vocês”, disse Lily à plateia, depois de explicar que, normalmente, dedica a música ao presidente de seu país,...

A ojeriza ao presidente Jair Bolsonaro, que para além do meio político, já se fez presente no carnaval de rua deste ano e em apresentações de artistas brasileiros, chegou agora ao universo do pop. Na noite desta segunda-feira (10) a cantora norte-americana Lily Allen fez show em São Paulo e dedicou uma de suas músicas mais famosas, ‘Fuck You’, ao presidente brasileiro.

Em tradução literal, ‘Fuck you’ siginifica ‘vai se foder’.

“Pensei em, desta vez, dedicar esta música para o presidente de vocês”, disse Lily à plateia, depois de explicar que, normalmente, dedica a música ao presidente de seu país, Donald Trump.

“Eu provavelmente serei presa, provavelmente nunca voltarei para o Brasil. ‘Fuck You’, Bolsonaro”, completou a cantora.

Assista.

Veja também:  VÍDEO: Em programa dos EUA, Glenn diz que áudios foram feitos pelo Whatsapp e Telegram

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum