Imprensa livre e independente
07 de junho de 2019, 09h21

Lucas Afonso resume governo Bolsonaro em versos demolidores durante festival Lula Livre. Ouça aqui

O rapper, campeão do Slam Brasil 2015, viralizou nas redes com a sua apresentação: “Numa frase eu concordo plenamente, Filho de Ustra, você não nasceu pra ser presidente”

Foto: Reprodução
O rapper Lucas Afonso, 23, morador do Jd. São Carlos, na zona leste de São Paulo, subiu ao palco do 2º Festival Lula Livre, no último domingo (2), na Praça da República, em São Paulo, sem acompanhamento de nenhum músico e conseguiu, em pouco menos de quatro minutos, resumir o governo de Jair Bolsonaro (PSL), arrancando aplausos da plateia. Com versos certeiros que relembravam episódios e frases de Bolsonaro, Lucas foi uma das grandes atrações da noite e viu a sua participação viralizar nas redes desde então. Lucas Afonso Com sete anos de idade ganhou um cavaquinho, mas nunca assistiu...

O rapper Lucas Afonso, 23, morador do Jd. São Carlos, na zona leste de São Paulo, subiu ao palco do 2º Festival Lula Livre, no último domingo (2), na Praça da República, em São Paulo, sem acompanhamento de nenhum músico e conseguiu, em pouco menos de quatro minutos, resumir o governo de Jair Bolsonaro (PSL), arrancando aplausos da plateia.

Com versos certeiros que relembravam episódios e frases de Bolsonaro, Lucas foi uma das grandes atrações da noite e viu a sua participação viralizar nas redes desde então.

Lucas Afonso

Com sete anos de idade ganhou um cavaquinho, mas nunca assistiu a aulas, aprendeu na rua.
Foi com 14 anos de idade que fez seu primeiro trabalho remunerado com música. Hoje, dez anos após esse início de ciclo, Lucas Afonso traz na bagagem um álbum lançado em 2014, o EP “à margem” e algumas vivências. Frequentador dos saraus e slam’s de poesia, Lucas foi o campeão do Slam Brasil 2015, e representou o Brasil na Copa do Mundo de Poesias 2016, na França, chegando até a semifinal.

Veja também:  Desembargador suspende quebra de sigilo de empresa que negociou com Flávio Bolsonaro

Também faz parte do grupo de Agentes Comunitários de Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, 2014/2015 e 2016/2017. É o apresentador do Slam da Ponta, que acontece mensalmente no Ponto de Cultura Reação, em Itaquera, e também, membro do coletivo Filhos de Ururaí, que realiza saraus e intervenções poéticas nos vagões dos trens da cidade.

SLAMs

Os SLAMs são espaços coletivos de trocas poéticas surgidos na década de 1980 em Chicago. Nos campeonatos, a regra básica é que cada poeta faça uso de textos autorais de até três minutos, sem acompanhamento musical ou uso de adereços. No Brasil, o primeiro evento do tipo foi o ZAP! SLAM, idealizado por Roberta Estrela D’alva.

Roberta faz a curadoria da Flip deste ano, em Paraty.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum