Imprensa livre e independente
01 de novembro de 2018, 19h58

Luciano Hang propõe boicote à PagSeguro por ser do grupo Folha

“Eu, Luciano Hang, não aceito passar o meu cartão de crédito em uma máquina da PagSeguro, pois pertence a Folha de São Paulo”, postou no Twitter

Depois de tentar obrigar seus funcionários a votarem em Jair Bolsonaro e ser citado pela Folha de S.Paulo como um dos empresários envolvidos no escândalo do WhatsApp, Luciano Hang, proprietário da rede de Lojas Havan, voltou a polemizar em sua rede social. Ele usou sua conta no Twitter para propor um boicote à PagSeguro, empresa que produz máquinas para pagamentos com cartões de crédito e débito. “Eu, Luciano Hang, não aceito passar o meu cartão de crédito em uma máquina da PagSeguro, pois pertence a Folha de São Paulo”, publicou. Em outro tuíte, afirmou: “A amarelinha é na verdade uma...

Depois de tentar obrigar seus funcionários a votarem em Jair Bolsonaro e ser citado pela Folha de S.Paulo como um dos empresários envolvidos no escândalo do WhatsApp, Luciano Hang, proprietário da rede de Lojas Havan, voltou a polemizar em sua rede social. Ele usou sua conta no Twitter para propor um boicote à PagSeguro, empresa que produz máquinas para pagamentos com cartões de crédito e débito.

“Eu, Luciano Hang, não aceito passar o meu cartão de crédito em uma máquina da PagSeguro, pois pertence a Folha de São Paulo”, publicou. Em outro tuíte, afirmou: “A amarelinha é na verdade uma vermelhinha!!”.

E continuou a campanha contra a PagSeguro: “Para micro e pequenos empresários, existem muitas outras alternativas no mercado de pagamentos. O mesmo vale para os consumidores na hora de escolher o seu pagamento. Escolha uma empresa com credibilidade, valores e propósito iguais o seu”.

A iniciativa tem o claro objetivo de prejudicar a Folha de S.Paulo, pois a PagSeguro é hoje o principal negócio do grupo Folha/UOL, sendo responsável pela maior parte do lucro da empresa.

Veja também:  Governo goiano premia PM que quase matou estudante durante protesto

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum