16 de abril de 2018, 08h42

Lula derrota Alckmin em SP por 7 pontos de vantagem

Lula também aparece na frente na capital paulista, com 23%, enquanto Alckmin tem 12%

As denúncias contra o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), e também contra membros do seu partido, além do desgaste provocado por diversos erros em anos seguidos de má gestão causaram um grande dano no seu eleitorado, sobretudo em São Paulo, seu próprio reduto. O mesmo fenômeno, pelo menos de acordo com o DataFolha, não atingiu o ex-presidente Lula (PT). A última pesquisa Datafolha mostra Lula com 20% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro (14%), Alckmin (13%), Marina (11%) e Joaquim Barbosa (11%) –todos tecnicamente empatados. Em seguida, Ciro tem 6%.

Nem com o ex-presidente Lula fora da disputa Alckmin assume a dianteira. Neste caso há outro empate entre múltiplos candidatos: Marina (13%), Barbosa (13%), Alckmin (12%), Bolsonaro (10%), Ciro (9%) e o petista Fernando Haddad (7%).

Mesmo ai o ex-governador tucano aparece tecnicamente empatado com Bolsonaro (16%) e Marina (13%). Há, no entanto, outro fenômeno não considerado pelo levantamento neste caso, que é a grande capacidade de transferência de votos de Lula.

Lula também aparece na frente na capital paulista, com 23%. Atrás dele, vêm empatados Joaquim Barbosa (12%), Alckmin (11%), Bolsonaro (10%), Marina (10%) e Ciro (7%). Votos em branco e nulos somam 14%.

O Datafolha ouviu 1.954 eleitores em 68 municípios de São Paulo de quarta (11) a sexta-feira (13). A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. Na capital paulista, foram entrevistados 1.031 eleitores, e a margem de erro é de três pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número SP 04706/2018.

Leia a pesquisa completa na Folha