08 de novembro de 2018, 07h47

Lula diz que sempre considerou Sérgio Moro um “quadro político”

Em encontro com Fernando Haddad, ex-presidente teria comentado que está cético em relação aos futuros julgamentos que enfrentará na Justiça.

Coluna da jornalista Mônica Bergamo, na edição desta quinta-feira (8) da Folha de S.Paulo, informa que durante encontro com Fernando Haddad, candidato derrotado do PT à Presidência, na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde se encontra preso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que sempre considerou o juiz Sérgio Moro “um quadro político”.

Lula, no entanto, teria se surpreendido com a rapidez com que isso ocorreu e comentado que está cético em relação aos futuros julgamentos que enfrentará na Justiça. Segundo a reportagem, ele acredita que o clima no país dificulta uma análise serena de sua defesa.

O ex-presidente também teria dito que não esperava que Ciro Gomes, presidenciável do PDT derrotado no primeiro turno, não se ausentasse por completo no segundo turno das eleições. Mesmo assim, Lula disse que separa questões pessoais da política e teria elogiado. “Ciro é um ser humano que vale a pena”.