10 de agosto de 2018, 14h41

Lula, sobre o debate da Band: houve ausência de propostas

Em vídeo, Gleisi Hoffmann e Fernando Haddad contam como foi a conversa que tiveram com o ex-presidente: “Lula vai estar na urna no dia 7 de outubro”, disse a senadora

O ex-presidente Lula assistiu trechos do debate da Band e tirou suas conclusões: houve ausência de propostas. O recado foi dado por meio da senadora e presidenta Gleisi Hoffmann, que visitou Lula, nesta sexta-feira (1), acompanhada do candidato a vice-presidente, Fernando Haddad. Ambos reiteraram que vão tomar todas as providências para garantir a participação nos futuros debates. “Lula não está com os direitos políticos cassados”, ressaltou Gleisi.

“Tivemos uma longa conversa com o presidente Lula, relatando os últimos acontecimentos pós-convenção, sobre a campanha e os debates. E, também, em meio a especulações que ainda persistem, ele reafirmou que é candidato a presidente e Haddad é candidato a vice. No dia 15 registraremos a chapa Lula/Haddad no Superior Tribunal Eleitoral. E Lula vai estar na urna no dia 7 de outubro. Essa é a estratégia política do PT”, afirmou Gleisi.

A senadora disse, ainda, que Fernando Haddad será o porta-voz de Lula durante a campanha: “Ele será sua voz na sociedade, andando pelo Brasil, participando de debates e sabatinas, divulgando nosso projeto, que é ao lado dos mais pobres”.

Haddad destacou que agora está totalmente à disposição da coordenação de campanha, que vai definir agenda externa, compromissos, debates e entrevistas. “Gostaria de fazer uma colocação: se o presidente está fragilizado e é um preso comum, conforme dizem, por que não deixam que ele participe dos debates? O Código Eleitoral permite. Ele reiterou o desejo de se expor e falar sobre qualquer tema”, disse Haddad.

Assista o vídeo: