Imprensa livre e independente
24 de janeiro de 2016, 17h40

Lula volta a ser vítima de acusação sem provas e decide processar Veja, afirmam advogados

De acordo com nota divulgada pelo Instituto Lula, a revista utilizou a entrevista do promotor Cássio Conserino para ofender e difamar o ex-presidente e, por isso, será objeto de nova ação judicial por seus "repetidos crimes".

De acordo com nota divulgada pelo Instituto Lula, a revista utilizou a entrevista do promotor Cássio Conserino para ofender e difamar o ex-presidente e, por isso, será objeto de nova ação judicial por seus “repetidos crimes” Por Rede Brasil Atual Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciam que deverão tomar medidas contra o promotor de Justiça Cássio Conserino, do Ministério Público do Estado de São Paulo, que disse ter indícios suficientes para denunciar o ex-presidente pelo crime de lavagem de dinheiro. Por meio de nota, o Instituto Lula afirma que o promotor “violou a lei e o bom senso” ao anunciar...

De acordo com nota divulgada pelo Instituto Lula, a revista utilizou a entrevista do promotor Cássio Conserino para ofender e difamar o ex-presidente e, por isso, será objeto de nova ação judicial por seus “repetidos crimes”

Por Rede Brasil Atual

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciam que deverão tomar medidas contra o promotor de Justiça Cássio Conserino, do Ministério Público do Estado de São Paulo, que disse ter indícios suficientes para denunciar o ex-presidente pelo crime de lavagem de dinheiro. Por meio de nota, o Instituto Lula afirma que o promotor “violou a lei e o bom senso” ao anunciar denúncia antes mesmo de ouvir Lula e a mulher, Letícia.

Conserino afirmou que a construtora OAS utilizou um apartamento no Guarujá (SP) para favorecer o ex-presidente. A nota do Instituto afirma que Lula e sua esposa nunca esconderam que ela possuía a cota deste empreendimento, e que ela foi declarada à Receita Federal. Os advogados refutam a acusação de lavagem de dinheiro, dizendo que é mais uma “acusação leviana contra Lula e sua família”. Por último, ainda afirmam que a revista Veja, autora da matéria, replicada pela mídia tradicional durante o fim de semana, “será objeto de nova ação judicial por seus repetidos crimes”.

Veja também:  68% das mulheres encarceradas no Brasil são negras

Segue a nota do Instituto Lula

Violência contra Lula: promotor anuncia denúncia sem ouvir defesa

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva examinam as medidas que serão tomadas diante da conduta irregular e arbitrária do promotor Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo. O promotor violou a lei e até o bom senso ao anunciar, pela imprensa, que apresentará denúncia contra o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, antes mesmo de ouvi-los. E já antecipou que irá chamá-los a depor apenas para cumprir uma formalidade.

Ao contrário do que acusa o promotor – sem apresentar provas e sem ouvir o contraditório – o ex-presidente Lula e sua esposa jamais ocultaram que esta possui cota de um empreendimento em Guarujá, adquirida da extinta Bancoop e que foi declarada à Receita Federal.

O capital investido nesta cota pode ser restituído ao comprador ou usado como parte na aquisição de um imóvel no empreendimento. Nem Lula nem dona Marisa têm relação direta ou indireta com a transferência dos projetos da extinta Bancoop por empresas incorporadoras (que são várias, e não apenas a OAS).

Veja também:  Juiz absolve Caetano por chamar Olavo de Carvalho de “sub-Heidegger do nosso sub-Hitler”

Não há, portanto, crime de ocultação de patrimônio, muito menos de lavagem de dinheiro. Há apenas mais uma acusação leviana contra Lula e sua família.A atitude do promotor é incompatível com o estado democrático de direito e com o procedimento imparcial que se espera de um defensor da lei, além de comprometer o prestígio e a dignidade da instituição Ministério Público.

Quanto à revista Veja, que utilizou a entrevista do promotor para mais uma vez ofender e difamar o ex-presidente Lula, será objeto de nova ação judicial por seus repetidos crimes.

Foto de capa: Instituto Lula

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum