Imprensa livre e independente
08 de fevereiro de 2017, 21h03

Lula volta à TV, critica Temer e fala de educação e economia

O ex-presidente aparece em 4 novas inserções do PT que serão veiculadas em fevereiro e recorda medidas eficazes que adotou para retomar o crescimento e a economia, mas alerta: “Só um governo eleito pelo povo tem credibilidade para liderar este processo”. Assista Por Redação O ex-presidente Lula voltará à televisão em 4 novas inserções produzidas pelo PT. Nas peças, que serão veiculadas em fevereiro pelos diretórios estaduais, Lula critica o governo Temer e fala de educação e economia. “Quando assumi o governo em 2003, existia desemprego, recessão e inflação. Decidimos investir, ampliamos o crédito para a produção e consumo. A...

O ex-presidente aparece em 4 novas inserções do PT que serão veiculadas em fevereiro e recorda medidas eficazes que adotou para retomar o crescimento e a economia, mas alerta: “Só um governo eleito pelo povo tem credibilidade para liderar este processo”. Assista

Por Redação

O ex-presidente Lula voltará à televisão em 4 novas inserções produzidas pelo PT. Nas peças, que serão veiculadas em fevereiro pelos diretórios estaduais, Lula critica o governo Temer e fala de educação e economia.

“Quando assumi o governo em 2003, existia desemprego, recessão e inflação. Decidimos investir, ampliamos o crédito para a produção e consumo. A roda da economia girou e criamos mais de 22 milhões de emprego. É assim que o país deve enfrentar as crises. Mas só um governo eleito pelo povo tem credibilidade para liderar esse processo”, diz o ex-presidente em um dos vídeos.

Assista.

 

Veja também:  Filho de Teori Zavascki posta "reflexão" sobre e-mails corporativos de Moro e Dallagnol serem investigados

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum