11 de outubro de 2018, 11h38

Mãe de filho de Alexandre Frota vai processar o ator: “ela tinha 16 anos na época”, diz advogada

Advogada disse a jornal que injúria, difamação e porte de drogas são apenas algumas das infrações nas quais Alexandre Frota pode ser enquadrado.

A advogada Juliana Zappalá Bisol disse que abrirá processo contra o ator e deputado federal eleito, Alexandre Frota (PSL), em nome da mãe de Mayã Frota, Samantha Gondim. Segundo reportagem do jornal Extra, a advogada teria dito que injúria, difamação e porte de drogas são apenas algumas das infrações nas quais Alexandre Frota pode ser enquadrado.

“Ela tinha 16 anos na época. Não trabalhava e nem poderia trabalhar como bartender como afirma o senhor Alexandre Frota. Não foi apenas uma relação. os dois tiveram um envolvimento. Tomaremos todas as medidas cabíveis na Justiça”, disse Juliana Bisol.

Segundo o jornal, outros três processos já existem contra Frota abertos em nome de Mayã. Um deles pedindo a pensão alimentícia. Perlos cálculos da Justiça, ele já deve cerca de R$ 60 mil ao filho que teve com Samantha e um pedido de prisão já foi expedido.

O caso
O filho de Frota, que vive em Antuérpia, na Bélgica, postou um tuite, no final da noite deste domingo (7), logo após a vitória do pai, onde diz que Frota “defende a família, mas queria me abortar”. O rapaz completa ainda: “Como ele virou atual deputado federal de São Paulo, não sei”.

As relações que não eram boas, pioraram. Frota atacou e a mãe, que é personal traineir, saiu em defesa do filho. O ator, então, postou um texto explicando sua versão na relação que concebeu Mayã.

“Não sei se você sabe de tudo, mas quando foi concebido em um quarto de hotel em Brasília, eu e sua mãe, um bar tender na época, que conheci e na mesma noite saiu comigo para uma noitada, já havíamos enchido a cara na festa e resolvemos ir para o hotel. No hotel estávamos bebendo cheirando, fumando e fazendo sexo, ambos bem loucos. Eu e ela ok”, relatou Frota.

Segundo o Extra, Alexandre Frota e Samantha Gondim se conheceram em 1998, durante uma micareta em Brasília, no mês de agosto. Se reencontraram uma semana depois, no programa “Galera”, que Frota comandava na Record. Depois, ele passou o fim de semana com Samantha, em Brasília. Mayã nasceu no dia 1º de maio de 1999.

Em agosto do mesmo ano, Samantha teria entrado com pedido de pensão na Justiça através da Defensoria Pública. Foi pré-determinado o pagamento de dez salários mínimos, mas Frota teria oferecido apenas R$ 200 na época, o que não foi aceito pela mãe do menino.