09 de outubro de 2018, 10h24

Major Olímpio afirma não haver a “menor chance” de Bolsonaro apoiar Doria em São Paulo

Olímpio diz que a estratégia de Doria de aproximar-se de Bolsonaro enquanto seu candidato, Geraldo Alckmin, não crescia nas pesquisas, era "oportunismo". Veja vídeo

O deputado federal e senador recém eleito, Major Olímpio (PSL), afirma não haver a “menor chance” do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) apoiar João Doria em sua disputa com Márcio França (PSB) pelo governo do estado. Segundo o deputado, já está acertado que o partido terá posição de “neutralidade”.

“Neutralidade. Bolsonaro não vai tomar posição na eleição em São Paulo”, diz Olímpio, que é presidente do diretório paulista do PSL e coordenador de campanha de Bolsonaro em São Paulo.

Olímpio gravou vídeo no começo do mês em que rejeitava o voto BolsoDoria e dizia que “bolsonaristas não votam em Doria”. Ele segue crítico ao tucano e diz que ninguém o verá “em palanque do PSDB”.

No vídeo, Olímpio diz que a estratégia de Doria de aproximar-se de Bolsonaro enquanto seu candidato, Geraldo Alckmin (PSDB), não crescia nas pesquisas, era “oportunismo”. Ele diz que trata-se de algo “legítimo” no segundo turno.

“É lógico que ele quer pegar uma carona na popularidade do Bolsonaro. Entendo que agora é legítimo. Lá atrás, quando tínhamos candidato a governador, foi antiético, no mínimo”, finaliza.

Com informações da Folha