11 de janeiro de 2019, 15h32

“Mamatômetro do governo Bolsonaro vai subindo”, diz Marcelo Freixo

Deputado federal do PSOL-RJ criticou a indicação de um “amigo particular” de Bolsonaro para a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras: "Meritocracia da camaradagem"

Foto: Agência Brasil

“E o #mamatômetro do gov @jairbolsonaro vai subindo. Tem mamata pra o filho do vice-presidente, pra amiga da primeira-dama e pra o amigo do presidente. Essa é a meritocracia da camaradagem. República dos apaniguados”, escreveu Marcelo Freixo (PSOL-RJ), deputado federal.

O parlamentar usou sua conta no Twitter para demonstrar indignação com a nomeação de Carlos Victor Guerra Nagem, “amigo particular” do presidente, para a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais


O fato acontece poucos dias depois da promoção do filho do vice-presidente Hamilton Mourão, Rossell Mourão, para assessor da presidência do Banco do Brasil, com salário de cerca de R$ 36 mil.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais