21 de fevereiro de 2019, 18h59

Manifesto de apoio a Lula Nobel da Paz já conta com mais de meio milhão de assinaturas

O ex-presidente conseguiu apoio de todas as categorias necessárias, incluindo o de ganhadores de outras edições, e agora é oficialmente candidato ao Prêmio Nobel da Paz; vencedor será anunciado em agosto

Foto: Ricardo Stuckert
Lançado pelo pelo arquiteto e ativista de direitos humanos Adolfo Pérez Esquivel, o manifesto de apoio a Lula como Prêmio Nobel da Paz já ultrapassou as 600 mil assinaturas. Na primeira fase da campanha, o ex-presidente conseguiu apoio de todas as categorias, incluindo chefes de Estados e ganhadores do prêmio em outras edições, como o próprio Esquivel e o egípcio Mohamed El-Bardei, ganhador do prêmio em 2005. Personalidades como os atores Danny Glover e a ativista norte-americana Angela Davis também assinaram o manifesto. Lula teve a sua candidatura oficializada em 31 de janeiro, quando foi enviada à organização do prêmio a petição, que naquele...

Lançado pelo pelo arquiteto e ativista de direitos humanos Adolfo Pérez Esquivel, o manifesto de apoio a Lula como Prêmio Nobel da Paz já ultrapassou as 600 mil assinaturas.

Na primeira fase da campanha, o ex-presidente conseguiu apoio de todas as categorias, incluindo chefes de Estados e ganhadores do prêmio em outras edições, como o próprio Esquivel e o egípcio Mohamed El-Bardei, ganhador do prêmio em 2005. Personalidades como os atores Danny Glover e a ativista norte-americana Angela Davis também assinaram o manifesto.

Lula teve a sua candidatura oficializada em 31 de janeiro, quando foi enviada à organização do prêmio a petição, que naquele momento acumulava cerca de 550 mil assinaturas. As novas assinaturas não serão mais contabilizadas, mas servem de apoio político ao ex-presidente e esse tipo de pressão costuma a fazer diferença na escolha do Comitê Norueguês, organizador do Nobel.

A indicação de Lula se deve a iniciativas encampadas pelo ex-presidente que contribuíram para a paz mundial, como os programas Fome Zero e Bolsa Família,  que tiraram cerca de 36 milhões de pessoas da pobreza extrema no Brasil e inspiraram programas de redução da miséria ao redor do mundo.

“Como é sabido, a paz não é apenas a ausência de guerra, ou a morte de uma ou de muitas pessoas, a paz é também dar esperança ao futuro do povo, especialmente aos setores mais vulneráveis, vítimas da ‘cultura de descarte'”, disse Esquivel ao defender a candidatura de Lula.

O Nobel da Paz é um dos maiores reconhecimentos do mundo. Entre os ganhadores, é possível destacar nomes como o da paquistanesa militante pelo direito à educação Malala Yousafzai, o ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan, o líder palestino Yasser Arafat, o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, Tenzin Gyatso, o 14º Dalai Lama, a ativista pela paz na Índia, Madre Tereza de Calcutá, e o ativista dos direitos civis nos Estados Unidos Martin Luther King Jr.

O manifesto de apoio ao ex-presidente Lula como Prêmio Nobel da Paz está disponível neste link até agosto, quando será anunciado o vencedor.