24 de julho de 2018, 12h42

Manifesto por liberdade de Lula ultrapassa 2 mil assinaturas só no 2º dia

As cantoras Preta Rara e Bárbara Bivolti já se colocaram em favor da petição

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula Em menos de dois dias, até o início da manhã desta terça-feira (24), mais de duas mil pessoas já tinham assinado o manifesto do Comitê Lula Livre, que será enviado às presidências do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), solicitando a anulação da condenação sem provas do ex-presidente”, Lula. A petição online foi endossada pela campanha “Mulheres com Lula”, uma iniciativa da Secretaria Nacional de Mulheres do PT, que defende a libertação do ex-presidente e o seu direito de ser candidato à Presidência da República. As cantoras Preta Rara, Preta Ferreira e Bárbara...

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Em menos de dois dias, até o início da manhã desta terça-feira (24), mais de duas mil pessoas já tinham assinado o manifesto do Comitê Lula Livre, que será enviado às presidências do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), solicitando a anulação da condenação sem provas do ex-presidente”, Lula.

A petição online foi endossada pela campanha “Mulheres com Lula”, uma iniciativa da Secretaria Nacional de Mulheres do PT, que defende a libertação do ex-presidente e o seu direito de ser candidato à Presidência da República.

As cantoras Preta Rara, Preta Ferreira e Bárbara Bivolti, a atriz Aretha Sadick e a ministra de Políticas para Mulheres do governo Dilma Rousseff, Eleonora Menicucci, já manifestaram seu apoio ao ex-presidente Lula e convocam as mulheres para também participarem dessa rede.

Com informações do site do PT