Imprensa livre e independente
22 de agosto de 2017, 21h41

Mano Brown deve ser Marighella em filme de Wagner Moura

O rapper dos Racionais MCs, depois de fazer uma música e um clipe sobre o guerrilheiro, deve ser o protagonista e viver Marighella na pele no primeiro longa dirigido por Wagner Moura  Por Redação  Wagner Moura estreará em breve como diretor de um longa com um filme sobre Carlos Marighella, político e guerrilheiro durante a ditadura militar no Brasil. A obra será uma adaptação do livro “Marighella – O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo”, de Mário Magalhães, e deve ter como protagonista Mano Brown, líder dos Racionais MCs. As informações são do blog Gente Boa, do jornal O Globo. A ligação...

O rapper dos Racionais MCs, depois de fazer uma música e um clipe sobre o guerrilheiro, deve ser o protagonista e viver Marighella na pele no primeiro longa dirigido por Wagner Moura 

Por Redação 

Wagner Moura estreará em breve como diretor de um longa com um filme sobre Carlos Marighella, político e guerrilheiro durante a ditadura militar no Brasil. A obra será uma adaptação do livro “Marighella – O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo”, de Mário Magalhães, e deve ter como protagonista Mano Brown, líder dos Racionais MCs. As informações são do blog Gente Boa, do jornal O Globo.

A ligação do rapper com o guerrilheiro não vem de hoje. Brown é o autor da música “Mil faces de um home leal”, sobre Marighella, que se tornou um dos maiores sucessos atuais dos Racionais, e é tema de um de seus principais clipes. Mano Brown também foi um dos autores da trilha sonora do documentário sobre Marighella, dirigido pela sobrinha do guerrilheiro, Isa Ferraz.

Veja também:  Venezuela e OEA investigam desvio de recursos da “ajuda humanitária” por assessores de Guaidó

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum