25 de junho de 2018, 23h44

Manuela D’Ávila no Roda Viva: “Todos aqui sabemos que Lula está preso porque é o primeiro nas pesquisas”

Constantemente interrompida pelos entrevistadores, Manuela disparou: "Vocês gostam de falar mais do que eu". Quando chamada de "advogada do Lula", a pré-candidata rebateu: "Minha defesa do Lula é assim porque eu decidi defender não o que era mais fácil, mas o que é certo". Confira

Foto: Reprodução/YouTube

A deputada estadual e pré-candidata à presidência pelo PCdoB, Manuela D’Ávila, foi a entrevistada do tradicional programa “Roda Viva”, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira (25).

O programa foi marcado por provocações dos entrevistadores, que tentaram associar o fato de a pré-candidata ser do PCdoB a regimes totalitários equivocadamente chamados de “esquerda” ao redor do mundo. As provocações ainda foram além e os entrevistadores tentaram atacar Manuela ao citar a defesa que encampa ao ex-presidente Lula, em uma tentativa de associá-la à corrupção. A pré-candidata, apesar de interrompida inúmeras vezes, foi direta.

“Todos nós aqui sabemos o porquê o ex-presidente Lula está preso. Ele está preso porque é primeiro nas pesquisas. Todo o povo brasileiro sabe”.

Em outro momento, um entrevistador chegou a chamar Manuela de “advogada do Lula”. Mais uma vez, vencendo as interrupções, Manuela disparou: “Minha defesa do Lula é assim porque eu decidi defender não o que era mais fácil, mas o que é certo”, afirmou, sendo interrompida com falas dos entrevistadores de que havia “provas” contra o ex-presidente.

“Não tinha. Juiz não é deus. Quando juiz quer fazer política, tem que tirar a toga”, afirmou a pré-candidata.

As interrupções dos entrevistadores não pararam por aí, a ponto de a pré-candidata ter que objetar. “Vocês gostam de falar mais que eu”.

Assista.