Imprensa livre e independente
28 de outubro de 2018, 00h30

Marcelo Adnet: “Pelo Brasil, pelo amor, pela minha vida e de tantos e tantas, é Haddad e Manuela”

"Pedir a volta da tortura, relativizar a ditadura e a escravidão, ameaçar as minorias, fazer apologia da violência e da guerra civil, prometer "varrer" ou "metralhar" os opositores é a coisa mais horrível e hedionda que já ouvi em 30 anos de política", tuitou, em crítica a Bolsonaro.

Em uma sequência de tuítes, o humorista Marcelo Adnet declarou voto no candidato Fernando Haddad (PT) na disputa presidencial na noite deste sábado (28). “Respeito quem pensa diferente. Mas Haddad é a única via: mais educado, qualificado e principalmente, democrático. Não ameaçou seus opositores e convive com diferenças no palanque. Pelo Brasil, pelo amor, pela minha vida e de tantos e tantas, é @Haddad_Fernando e @ManuelaDavila” Dizendo ser apaixonado por eleições “desde criancinha”, Adnet diz que fez as primeiras imitações de políticos em 1989, mas nunca apoiou um candidato ou um partido. E, com críticas à Jair Bolsonaro (PSL), afirmou...

Em uma sequência de tuítes, o humorista Marcelo Adnet declarou voto no candidato Fernando Haddad (PT) na disputa presidencial na noite deste sábado (28).

“Respeito quem pensa diferente. Mas Haddad é a única via: mais educado, qualificado e principalmente, democrático. Não ameaçou seus opositores e convive com diferenças no palanque. Pelo Brasil, pelo amor, pela minha vida e de tantos e tantas, é @Haddad_Fernando e @ManuelaDavila”

Dizendo ser apaixonado por eleições “desde criancinha”, Adnet diz que fez as primeiras imitações de políticos em 1989, mas nunca apoiou um candidato ou um partido. E, com críticas à Jair Bolsonaro (PSL), afirmou que “hoje é diferente”.

“Hoje é diferente. Pedir a volta da tortura, relativizar a ditadura e a escravidão, ameaçar as minorias, fazer apologia da violência e da guerra civil, prometer “varrer” ou “metralhar” os opositores é a coisa mais horrível e hedionda que já ouvi em 30 anos de política”.

Veja também:  Weintraub: o grande mentecapto destruidor da educação pública brasileira

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum