#FÓRUMCAST
12 de julho de 2018, 08h52

Marcha para Brasília vai acompanhar registro da candidatura de Lula

Os organizadores esperam milhares de pessoas que sairão das cidades do entorno em direção à Brasília. Leia aqui na íntegra o boletim do Comitê

Foi confirmada pelo Comitê de Defesa de Lula e da Democracia para o próximo dia 15 de agosto a marcha a Brasília para acompanhar o registro da candidatura de Lula a presidente da República no Tribunal Superior Eleitoral. Os organizadores esperam milhares de pessoas que sairão das cidades do entorno em direção à Brasília. Leia abaixo na íntegra o boletim do Comitê.

Boletim 143 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 11/7/2018 – 21h

1. Centrais sindicais, movimentos sociais e partidos realizarão na próxima sexta-feira (13) um dia de mobilização contra a ‘guerra jurídica’ para impedir a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com panfletagem pelo Brasil, o objetivo é fazer um “esquenta” para o dia 15 de agosto, quando será registrada a candidatura de Lula a presidente da República. Leia mais: 

2. O PT, movimentos sociais e entidades sindicais promoverão no dia 15 de agosto uma grande marcha a Brasília, para acompanhar o registro da candidatura de Lula a presidente da República no Tribunal Superior Eleitoral. Espera-se a participação de milhares de pessoas que sairão em marcha de cidades do entorno de Brasília até o centro administrativo da capital federal. Assista ao vídeo:

3. Pela manhã, sob temperatura de 8º, os militantes da resistência Vigília #LulaLivre deram o “Bom Dia” ao Lula, preso político na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba há 96 dias. Após a atividade, houve roda de conversa com sindicalistas sobre a chamada Reforma Trabalhista, que, depois de um ano de sua aprovação, além de não reduzir o desemprego, resultou na precarização de todos os direitos dos trabalhadores.

4. O programa #DemocraciaEmRede realizou a Quarta Sindical, enfocando os efeitos do golpe de 2016 contra a classe trabalhadora. Apresentado por Márcio Kieller, secretário da CUT-PR, o entrevistado foi Edilson José Gabriel, vice-presidente licenciado da entidade. O sindicalista falou sobre a conjuntura e os impactos do golpe na classe trabalhadora.

5. O ato de boa tarde a Lula, na praça Olga Benário, foi comandado pelo bancário Edilson José Gabriel. Já a roda de conversa vespertina foi conduzida por Joice Aragão, médica pediatra e sanitarista do Rio de Janeiro. O tema abordado foi a “A história do SUS e a sua autoridade”, assunto que adquire importância num momento em que o atual governo enfraquece as políticas públicas de saúde e privilegia planos de saúde privados.

6. No domingo (15) a Vigília Lula Livre completará 100 dias de resistência. São pessoas que se dedicam há mais de três meses a lutar contra a injustiça promovida contra o ex-presidente Lula. Também são essas pessoas que ajudam a fortalecer a batalha pelo restabelecimento da democracia no Brasil. Para manter viva a luta, a Vigília necessita de doações de cobertores, alimentos, casacos e também contribuições financeiras, que podem ser doadas pelo site https://vigilialulalivre.pt.org.br/cli/#/

Boletim 143 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 11/7/2018 – 21h