ASSISTA
23 de agosto de 2007, 14h04

Marcha a favor da transposição do São Francisco é adiada

Governador da Paraíba, que organiza ação, quer pelo menos uma caminhada em cada estado participante antes de se reunir em Brasília

Governador da Paraíba, que organiza ação, quer pelo menos uma caminhada em cada estado participante antes de se reunir em Brasília

Por Redação

A marcha a favor da transposição do Rio São Francisco, agendada para quarta-feira, 22, em Brasília, foi adiada. A confirmação partiu da assessoria de imprensa do governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), um dos promotores da mobilização.

O adiamento ocorreu para garantir a participação dos quatro estados participantes, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. A única mobilização realizada foi no município de Cajazeiras (PB). A próxima está programada para Campina Grande (PB).

A assessoria sustenta que é preciso haver no mínimo uma caminhada em cada um dos estados participantes antes da marcha em Brasília, sem data para ocorrer.

Na quarta-feira, os manifestantes contra a transposição chegaram a Brasília, onde pediram que o governo federal ouça as comunidades que vivem próximas ao rio. O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, afirmou à Radiobrás que admite considerar argumentos “sérios” contra as obras do São Francisco.

Com informações da Agência Brasil