Imprensa livre e independente
26 de agosto de 2014, 16h03

Márcio França assume coordenação financeira da campanha de Marina Silva

O nome foi indicado pela direção do PSB e a candidata não se opôs.

O nome foi indicado pela direção do PSB e a candidata não se opôs Por Redação O deputado federal e candidato a vice na chapa do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Márcio França, é o mais novo coordenador financeiro da campanha de Marina Silva (PSB). O seu nome foi indicado pela direção do PSB e a candidata à presidência da República pela legenda não se opôs. França vai trabalhar ao lado de Bazileu Margarido, homem de confiança de Marina Silva e que faz parte da cota da Rede Sustentabilidade, partido da candidata. A direção da campanha de Silva já teve três...

O nome foi indicado pela direção do PSB e a candidata não se opôs

Por Redação

O deputado federal e candidato a vice na chapa do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Márcio França, é o mais novo coordenador financeiro da campanha de Marina Silva (PSB). O seu nome foi indicado pela direção do PSB e a candidata à presidência da República pela legenda não se opôs.

França vai trabalhar ao lado de Bazileu Margarido, homem de confiança de Marina Silva e que faz parte da cota da Rede Sustentabilidade, partido da candidata. A direção da campanha de Silva já teve três baixas, sendo a de maior repercussão a de Carlos Siqueira, que ao deixar a coordenação disse à imprensa que queria “distância” da candidata e que esta “fosse mandar no partido dela”.

A justificativa para o nome de França na coordenação financeira é que, como a Rede não possui registro eleitoral, todos os débitos da campanha serão transferidos do comitê para a tesouraria da sigla, de acordo com a lei eleitoral.

Veja também:  Esperando Glenn Greenwald: um réquiem para o jornalismo brasileiro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum