17 de dezembro de 2018, 17h45

Marco Aurélio Mello será relator da investigação de caixa 2 de Onyx Lorenzoni

Processo está sob análise da PGR, que decidirá se pede a abertura de inquérito contra o futueo ministro de Bolsonaro ou se arquiva o caso

Foto: Carlos Humberto/SCO/STF

Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), foi sorteado para ser o relator da apuração a respeito de supostos repasses da J&F por intermédio de caixa 2 ao deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), de acordo com informações de Mariana Oliveira, no G1. Responsável pela transição de governo, Onyx é o futuro ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro.

A investigação a respeito do suposto caixa 2 está sob análise da Procuradoria-Geral da República (PGR), que decidirá se pede a abertura de um inquérito ou o arquivamento do caso.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Inicialmente, o relator era o ministro Edson Fachin, mas ele, atendendo solicitação da PGR, pediu à Presidência do STF para sortear um novo relator por entender que o caso não tinha relação direta com a Lava Jato.

Em novembro, reportagem do “Jornal Nacional” mostrou que Onyx Lorenzoni aparecia em uma planilha de repasses de caixa dois referente a 2012.

Durante aquela oportunidade, Onyx afirmou que era um “combatente contra a corrupção” e destacou que a notícia “requenta uma informação do ano passado”.

Em 2017, o futuro ministro reconheceu ter recebido R$ 100 mil por meio de caixa dois para a campanha de 2014.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais