25 de agosto de 2018, 00h07

Marinho faz Doria “surtar” em debate da RedeTV e ainda ganha direito de resposta

O candidato do PT ao governo de São Paulo, em um embate sobre violência contra a mulher, lembrou que Doria, enquanto presidente da Embratur no governo Sarney, fez propaganda com mulheres nuas para fomentar o turismo no país; o tucano saiu do sério: "O PT roubou o país!"

Reprodução
O candidato do PT ao governo de São Paulo, Luiz Marinho, tirou João Doria (PSDB) do sério ao lembrar seu passado como presidente da Embratur, no governo Sarney, durante debate na RedeTV, na noite desta sexta-feira (24). Tudo começou com Marinho escolhendo Doria para sua pergunta. Ele questionou o tucano sobre o que ele faria com relação à violência contra a mulher no estado. O tucano respondeu que foi o PSDB que criou delegacias da mulher em São Paulo e que seu partido sempre encampou essa pauta. O petista lembrou que o próprio Doria havia afirmado que as delegacias da...

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Luiz Marinho, tirou João Doria (PSDB) do sério ao lembrar seu passado como presidente da Embratur, no governo Sarney, durante debate na RedeTV, na noite desta sexta-feira (24).

Tudo começou com Marinho escolhendo Doria para sua pergunta. Ele questionou o tucano sobre o que ele faria com relação à violência contra a mulher no estado. O tucano respondeu que foi o PSDB que criou delegacias da mulher em São Paulo e que seu partido sempre encampou essa pauta. O petista lembrou que o próprio Doria havia afirmado que as delegacias da mulher não funcionam e, então, partiu para o ataque: “Vou te dar uma oportunidade. Você foi presidente da Embratur no governo Sarney e fez propaganda de mulheres nuas para atrair gringos para o Brasil. Isso contribui para a violência contra as mulheres. Te dou agora uma oportunidade de pedir perdão para as mulheres”, disse.

Foi o suficiente para Doria “surtar”: “O teu passado te condena, o meu não! O seu partido roubou o Brasil, roubou milhões da Petrobras!”, exclamou, sem comentar sobre seu passado na Embratur.

Ao final, Marinho ainda ganhou direito de resposta por conta das acusações de Doria sobre o PT ter “roubado o Brasil”.

“Esse papo de agredir o PT não vai funcionar nessas eleições. Funcionou em 2016, mas as pessoas processaram as informações. Essa é a razão de Lula liderar todas as pesquisas de opinião. E se tem alguém aqui condenado é você”, disparou o petista.

Leia também
João Doria tem seus direitos políticos suspensos pela Justiça