Imprensa livre e independente
11 de maio de 2018, 10h54

“Mataram como quem extermina porcos”, diz Hildegard Angel sobre a ditadura

Jornalista reagiu às revelações de execuções assinadas e autorizadas por Geisel: “E ainda há quem queira o retorno dos militares ao poder”

A jornalista Hildegard Angel reagiu, em sua conta no Twitter, às revelações dos documentos da CIA sobre as execuções institucionalizadas e assinadas pelo ex-presidente ditador Ernesto Geisel. Ela é irmã de Stuart Angel, estudante de economia morto pela ditadura em 1971, e filha de Zuzu Angel, que também foi assassinada em 1976 pela ditadura enquanto buscava por seu filho. Zuzu Angel foi tema, em 1977, da canção “Angélica”, de Chico Buarque e Miltinho, e também do filme “Zuzu Angel”, de Sérgio Rezende, de 2006. Decidiam matar brasileiros às centenas, como quem extermina porcos, galinhas, os jovens brasileiros mais preparados, inteligentes,...

A jornalista Hildegard Angel reagiu, em sua conta no Twitter, às revelações dos documentos da CIA sobre as execuções institucionalizadas e assinadas pelo ex-presidente ditador Ernesto Geisel. Ela é irmã de Stuart Angel, estudante de economia morto pela ditadura em 1971, e filha de Zuzu Angel, que também foi assassinada em 1976 pela ditadura enquanto buscava por seu filho.

Zuzu Angel foi tema, em 1977, da canção “Angélica”, de Chico Buarque e Miltinho, e também do filme “Zuzu Angel”, de Sérgio Rezende, de 2006.

Decidiam matar brasileiros às centenas, como quem extermina porcos, galinhas, os jovens brasileiros mais preparados, inteligentes, cultos, porque divergiam no pensamento e na ideologia. E ainda há quem queira o retorno dos militares ao poder.

Veja também:  Bolsonaro sobre estudantes que protestam: "são uns idiotas úteis, uns imbecis"

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum