14 de fevereiro de 2018, 13h18

MBL apanha nas redes depois de post contra o desfile da Paraíso do Tuiuti

Na descrição da mensagem na página do movimento aparece o texto: “toda escravidão, pelo menos na história moderna, foi pelo menos ajeitada pela extrema esquerda”

Portagem do MBL contra o desfile da escola de Samba Paraíso do Tuiuti – Fotos: Reprodução

O MBL continua dando vexame nas redes. Depois do histórico desfile da escola de samba Paraíso do Tuiuti, no Rio de Janeiro, que se transformou em viral com um enredo em que denunciou a manutenção da escravidão por meio da reforma trabalhista, o MBL publicou, em sua página no Facebook, um artigo relativizando a escravidão no capitalismo. As informações são do Esquerda Diário.

Com o propósito de desmoralizar o desfile da Tuiuti, o movimento havia publicado que o carnavalesco responsável pela apresentação, Jack Vasconcelos, “publicou mensagens de ódio”. As tais mensagens seriam posts contra Temer, a reforma trabalhista e demais ataques do governo golpista.

No entanto, o ponto alto da vergonha do MBL foi o compartilhamento da notícia do site Ceticismopolítico, cujo título é “A Tuiuti fingiu protestar contra a escravidão, mas defende as leis escravagistas da extrema esquerda”. Depois de uma série de críticas, o link foi apagado do site, mas na descrição do post na página do MBL chegam a dizer que “toda escravidão, pelo menos na história moderna, foi pelo menos ajeitada pela extrema esquerda”.