Imprensa livre e independente
27 de maio de 2015, 17h18

MBL esperava 30 mil pessoas em ato em Brasília; apenas 300 compareceram

O chamado "Dia D" não foi exatamente como previam os integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), que caminharam de São Paulo a Brasília. A baixa adesão do protesto surpreendeu inclusive a PM, que colocou 150 homens em atividade e mobilizou pelo menos outros 2 mil policiais de prontidão; manifestantes se reuniram com membros da oposição ao governo e protocolaram pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff.

O chamado “Dia D” não foi exatamente como previam os integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), que caminharam de São Paulo a Brasília. A baixa adesão do protesto surpreendeu inclusive a PM, que colocou 150 homens em atividade e mobilizou pelo menos outros 2 mil policiais de prontidão; manifestantes se reuniram com membros da oposição ao governo e protocolaram pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff Por Maíra Streit, de Brasília O chamado “Dia D” não foi exatamente como previam os integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL). Empolgados com a ideia de marchar de São Paulo até Brasília para manifestar...

O chamado “Dia D” não foi exatamente como previam os integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), que caminharam de São Paulo a Brasília. A baixa adesão do protesto surpreendeu inclusive a PM, que colocou 150 homens em atividade e mobilizou pelo menos outros 2 mil policiais de prontidão; manifestantes se reuniram com membros da oposição ao governo e protocolaram pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff

Por Maíra Streit, de Brasília

20150527_142636O chamado “Dia D” não foi exatamente como previam os integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL). Empolgados com a ideia de marchar de São Paulo até Brasília para manifestar oposição ao governo federal, os líderes do grupo chegaram a falar na estimativa de 30 mil pessoas para o ato de hoje (27) em frente ao Congresso. Mas, segundo a Polícia Militar do DF, apenas 300 compareceram.

A baixa adesão parece ter surpreendido inclusive a PM, que colocou 150 homens em atividade e mobilizou pelo menos outros 2 mil militares, que ficaram de prontidão. No entanto, o que se viu foi um policial para cada dois manifestantes. O ativista Kim Kataguiri minimizou o fato. “O objetivo da marcha em si era, primeiro, criar um simbolismo dessa continuidade de trabalho de oposição que a sociedade brasileira deve fazer e criar uma interlocução com a Câmara, que conseguimos criar hoje, dando legitimidade ao pedido das ruas”, despistou.

Veja também:  Citado na Vaza Jato, Tacla Durán afirma ter pago 5 milhões de dólares para não ser preso

20150527_155230Na caminhada pela Esplanada dos Ministérios, era possível ver os já conhecidos trajes verdes ou amarelos, bandeiras e algumas faixas pedindo intervenção militar no país. Do lado de dentro da Câmara, representantes do movimento se encontraram com parlamentares do PSDB, DEM e PPS em uma audiência com o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eles protocolaram um pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff, que deve ser analisado por Cunha para então se manifestar sobre o caso.

Fotos: Maíra Streit

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum