Imprensa livre e independente
08 de agosto de 2018, 12h11

Mesa Diretora da Câmara adia definição sobre cassação de Maluf

Os deputados André Fufuca (PP-MA) e Fábio Ramalho (MDB-MG) pediram vista do caso, em reunião realizada nesta manhã, na casa de Rodrigo Maia; novo encontro deve ocorrer na próxima terça-feira (14)

Foto: José Cruz/Agência Brasil A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu, nesta quarta-feira (8), adiar novamente a decisão a respeito da cassação do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP. Durante o encontro, segundo reportagem de Luiz Felipe Barbiéri, do G1, os parlamentares André Fufuca (PP-MA) e Fábio Ramalho (MDB-MG) pediram vista do processo, ou seja, querem ter mais tempo para a análise do caso. Com isso, pretendem dar mais tempo ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para buscar informações sobre o processo no Supremo Tribunal Federal (STF). Maluf foi condenado pela primeira turma do STF a sete anos e...

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu, nesta quarta-feira (8), adiar novamente a decisão a respeito da cassação do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP. Durante o encontro, segundo reportagem de Luiz Felipe Barbiéri, do G1, os parlamentares André Fufuca (PP-MA) e Fábio Ramalho (MDB-MG) pediram vista do processo, ou seja, querem ter mais tempo para a análise do caso.

Com isso, pretendem dar mais tempo ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para buscar informações sobre o processo no Supremo Tribunal Federal (STF).

Maluf foi condenado pela primeira turma do STF a sete anos e nove meses de cadeia por lavagem de dinheiro e cumpre prisão domiciliar, em função de seu estado de saúde. Paralelamente à condenação, o STF decretou a perda automática do mandato do deputado.

Contudo, no entendimento dos parlamentares, a prerrogativa de cassação de um congressista é do Parlamento. A questão é tema de uma ação de Rodrigo Maia ao STF em nome da Câmara. Ele questiona se a decisão final sobre a cassação de um deputado seria dos seus colegas ou do STF.

Veja também:  Temer e Coronel Lima conseguem votos suficientes no STJ para deixarem a prisão

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum