Imprensa livre e independente
09 de junho de 2019, 21h47

Mídia internacional já repercute caso #VazaJato

Alguns meios internacionais já estão reproduzindo as revelações do portal The Intercept Brasil, horas depois de o caso ser conhecido no Brasil, e antes mesmo de alguns meios brasileiros.

Reprodução da notícia no site da rádio chilena ADN.
Apesar de recém publicadas, as revelações do The Intercept Brasil sobre o esquema entre o juiz Sérgio Moro e os procuradores do Ministério Público (especialmente Deltan Dallagnol) para usar politicamente as ações da Operação Lava Jato já ganharam espaço também na imprensa internacional – talvez até mais rapidamente que no próprio Brasil. Na Argentina, o canal de YouTube El Destape já está comentando o caso em seu programa dominical ao vivo, que pode ser acompanhado neste vídeo: O site web do El Destape também já tem uma matéria sobre o caso, na qual não só reproduz os chats das operações...

Apesar de recém publicadas, as revelações do The Intercept Brasil sobre o esquema entre o juiz Sérgio Moro e os procuradores do Ministério Público (especialmente Deltan Dallagnol) para usar politicamente as ações da Operação Lava Jato já ganharam espaço também na imprensa internacional – talvez até mais rapidamente que no próprio Brasil.

Na Argentina, o canal de YouTube El Destape já está comentando o caso em seu programa dominical ao vivo, que pode ser acompanhado neste vídeo:

O site web do El Destape também já tem uma matéria sobre o caso, na qual não só reproduz os chats das operações entre o Ministério Público e o então juiz de Curitiba (hoje ministro da Justiça), como também alguns detalhes, como o fato de que alguns promotores confessavam que “rezavam para que o PT não voltasse ao poder”.

Em outros países, a Rádio ADN do Chile também repercute as reportagens, afirmando que “juiz e procuradores da Lava Jato coordenam ações para prender Lula”, e que entre as duas partes “não havia uma completa confiança nas provas” apresentadas contra o ex-presidente brasileiro.

Veja também:  Angela Merkel sofre convulsão durante encontro oficial com presidente da Ucrânia. Vídeo

No México, o La Jornada publicou que “os promotores brasileiros ligados à Operação Lava Jato, liderados Deltan Dallagnoll, falaram abertamente sobre seu desejo de evitar que o Partido dos Trabajadores (PT) ganhasse a eleição presidencial de 2018”.

Já o canal TeleSur, com sede na Venezuela, conta que “documentos revelam o papel político da Lava Jato contra Lula”, e que “Sergio Moro colaborou ​​de forma secreta e anti ética com os promotores da operação para ajudar a montar a acusação”.

O jornal espanhol El Diario traz a notícia e diz que “as conversas privadas entre os agentes públicos que participaram da Operación Lava Jato coloca em dúvida a imparcialidade da investigação”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum