Imprensa livre e independente
15 de maio de 2019, 11h49

Militar que mantinha mulher e dois filhos reféns na Zona Norte do Rio se rende

Segundo um vizinho, o militar sequestrador saiu de cabeça erguida. Os outros familiares choravam. Dentro do apartamento foi encontrada uma pistola

Foto: Redes Sociais
O tenente-coronel do Exército, André Luiz, que mantinha mulher e filhos reféns desde a noite de terça-feira (14), se entregou a policiais às 9h50 desta quarta-feira. Foram quase 14 horas de negociações. A família está recebendo cuidados médicos, e o militar foi levado para a 29ª DP (Madureira). Segundo um vizinho, o militar sequestrador saiu de cabeça erguida. Os outros familiares choravam. Dentro do apartamento foi encontrada uma pistola. Os vizinhos dizem que a esposa é uma boa pessoa e os filhos conviviam com as outras crianças do prédio. André Luiz era conhecido por ser fechado e andar armado. O porta-voz do...

O tenente-coronel do Exército, André Luiz, que mantinha mulher e filhos reféns desde a noite de terça-feira (14), se entregou a policiais às 9h50 desta quarta-feira. Foram quase 14 horas de negociações.

A família está recebendo cuidados médicos, e o militar foi levado para a 29ª DP (Madureira).

Segundo um vizinho, o militar sequestrador saiu de cabeça erguida. Os outros familiares choravam. Dentro do apartamento foi encontrada uma pistola.

Os vizinhos dizem que a esposa é uma boa pessoa e os filhos conviviam com as outras crianças do prédio. André Luiz era conhecido por ser fechado e andar armado.

O porta-voz do batalhão, tenente Moreira, afirmou que a esposa e os filhos não estão feridos e o dano seria “apenas emocional”.

André Luiz manteve a esposa Luciana Arminda, de 45 anos, e os dois filhos gêmeos, de 11 anos, reféns desde às 20h desta terça-feira em um edifício, onde moram na Rua Cerqueira Daltro, em Cascadura, na Zona Norte do Rio.

Segundo um morador do prédio ao lado, horas antes da movimentação dos policiais ao local, a mulher do militar gritava por ajuda enquanto era agredida.

Veja também:  Garoto-propaganda da reforma da Previdência, Ratinho deve R$ 76 milhões à União

Luciana vivia uma rotina de agressões desde que a família se mudou para o prédio, há dois anos. Uma mãe de colegas de escola definiu André Luiz como “um poço de ignorância”. Segundo ela, já viu Luciana ferida algumas vezes. “A gente a via com os braços roxos.”

Com informações do G1

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum