Imprensa livre e independente
30 de junho de 2017, 18h57

“Minha especialidade é matar”, diz pré-candidato à presidência em 2018

Bolsonaro disparou a frase quando foi perguntado sobre o fato de não ter aprovado nenhum projeto enquanto deputado na Câmara  Por Redação* Pré-candidato à presidência da República em 2018 e em segundo lugar nas intenções de voto, de acordo com as últimas pesquisas de opinião, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou, nesta quinta-feira (29), que sua especialidade é matar. A fala se deu durante uma entrevista coletiva realizada durante uma visita a Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Quando foi perguntado por um repórter sobre o fato de não ter aprovado nenhum projeto na Câmara dos Deputados,...

Bolsonaro disparou a frase quando foi perguntado sobre o fato de não ter aprovado nenhum projeto enquanto deputado na Câmara 

Por Redação*

Pré-candidato à presidência da República em 2018 e em segundo lugar nas intenções de voto, de acordo com as últimas pesquisas de opinião, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou, nesta quinta-feira (29), que sua especialidade é matar.

A fala se deu durante uma entrevista coletiva realizada durante uma visita a Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Quando foi perguntado por um repórter sobre o fato de não ter aprovado nenhum projeto na Câmara dos Deputados, Bolsonaro disparou a frase.

“Estive à frente para aprovar a fosfoetanolamina. Cura ou não cura, não sei. Sou capitão do Exército, minha especialidade é matar, não é curar ninguém. Mas apresentei junto com alguns colegas e aprovamos”, disse.

Mais tarde, perguntado sobre essa fala em específico, o parlamentar tentou ponderar, mas acabou só enfatizando mais a ideia de que matar seja a solução para parte de alguns problemas.

Veja também:  VÍDEO: General Heleno tem surto e dá murros na mesa ao comentar entrevista de Lula à TVT

“Aprendi a atirar com tudo que é tipo de arma. Sei fazer sabotagem, sei mexer com explosivos. Vocês nos treinam, nos pagam para isso (…) Mas o pessoal que tá fuzil na mão na rua, nos aterrorizando, eles só têm uma maneira de ser abatido”, afirmou.

*Com informações da Folha de S. Paulo 

 

 

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum