Imprensa livre e independente
02 de março de 2019, 12h39

Ministério Público e Polícia Federal recomendam afastamento do presidente da Vale

Documento também pede a saída de outros diretores; caso a empresa não aceite, a força-tarefa pode solicitar à Justiça a adoção de medidas mais drásticas, como a prisão das pessoas citadas

Foto: Ricardo Stuckert
O Ministério Público e a Polícia Federal, que investigam o crime cometido em Brumadinho, com o rompimento da barragem na Região Metropolitana de Belo Horizonte, recomendaram à Vale o imediato afastamento de Fabio Schvartsman, presidente da empresa. Além dele, mais três diretores devem sofrer a mesma punição. O documento contendo a solicitação é assinado por integrantes do Ministério Público Federal, do Ministério Público de Minas Gerais e da Polícia Federal e endereçado ao Conselho de Administração da Vale. Caso a empresa não aceite as recomendações, a força-tarefa pode pedir à Justiça a adoção de medidas mais drásticas, como a prisão...

O Ministério Público e a Polícia Federal, que investigam o crime cometido em Brumadinho, com o rompimento da barragem na Região Metropolitana de Belo Horizonte, recomendaram à Vale o imediato afastamento de Fabio Schvartsman, presidente da empresa. Além dele, mais três diretores devem sofrer a mesma punição.

O documento contendo a solicitação é assinado por integrantes do Ministério Público Federal, do Ministério Público de Minas Gerais e da Polícia Federal e endereçado ao Conselho de Administração da Vale.

Caso a empresa não aceite as recomendações, a força-tarefa pode pedir à Justiça a adoção de medidas mais drásticas, como a prisão das pessoas citadas no documento.

Nota

A diretoria da Vale, por meio de nota, informou que as recomendações foram encaminhadas ao Conselho de Administração da empresa e serão analisadas pelo colegiado, dentro do prazo estabelecido.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Cineasta olavista diz que MBL tem "inveja doentia" e conspira contra Bolsonaro

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum