Imprensa livre e independente
01 de abril de 2019, 22h55

Ministério Público pede prisão do youtuber bolsonarista Nando Moura

Um dos youtubers preferidos de Jair Bolsonaro, Nando Moura é acusado de injúria e difamação; a pena requerida pela promotoria paulista é de dois anos de detenção.

Reprodução
Por Vinícius Segalla, no DCM  O Ministério Público do Estado de São Paulo requereu junto à Justiça, em processo penal que corre na Vara do Juizado Especial de Embu das Artes (SP), que o youtuber Nando Moura seja condenado por injúria e difamação de uma estudante do interior de São Paulo, a quem chamou de “vagabunda” por três vezes em vídeo publicado na internet e visto por mais de 100 mil pessoas. A pena requerida pela promotoria paulista é de dois anos de detenção. O episódio ocorreu no final de 2015, mas o processo número 1013015-97.2016.8.26.0506 estava parado até janeiro...

Por Vinícius Segalla, no DCM 

O Ministério Público do Estado de São Paulo requereu junto à Justiça, em processo penal que corre na Vara do Juizado Especial de Embu das Artes (SP), que o youtuber Nando Moura seja condenado por injúria e difamação de uma estudante do interior de São Paulo, a quem chamou de “vagabunda” por três vezes em vídeo publicado na internet e visto por mais de 100 mil pessoas.

A pena requerida pela promotoria paulista é de dois anos de detenção.

O episódio ocorreu no final de 2015, mas o processo número 1013015-97.2016.8.26.0506 estava parado até janeiro deste ano.

Isso porque os advogados da estudante ofendida pelo youtuber levaram quase dois anos até conseguir entregar a citação para o réu, conhecido defensor dos ideais de direita e do governo de Jair Bolsonaro.

Durante este tempo, oficiais de Justiça buscaram Moura nos endereços constantes em suas contas de telefone celular e outros serviços, e também na casa de sua mãe (que disse que o filho tinha se mudado dali, mas que ela não sabia para onde), sem nunca encontrá-lo.

Veja também:  De Dallas, Bolsonaro desafia MP para defender Flávio: "Venham pra cima de mim"

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum