10 de janeiro de 2019, 12h56

Ministro astronauta rebate Damares: “Não se deve misturar ciência com religião”

Titular da pasta de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes comentou nova polêmica envolvendo Damares Alves: “São muitas décadas de estudo para formar a teoria da evolução”, disse ele

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O astronauta Marcos Pontes, ministro de Ciência e Tecnologia do governo de Jair Bolsonaro, rebateu, nesta quinta-feira (10), novas declarações polêmicas de Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, de acordo com informações da Rádio CBN.

Ela afirmou que a Igreja Evangélica perdeu espaço na história quando deixou a Teoria da Evolução entrar nas escolas. “E aí cientistas tomaram conta dessa área”, disse.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Pontes discordou: “Não se deve misturar ciência com religião. Ela deve ter falado isso em algum tipo de contexto que eu não sei exatamente. Mas, do ponto de vista da ciência, são muitas décadas de estudo para formar a teoria da evolução”, afirmou.

O ministro abordou, também, os cortes no orçamento de sua pasta. “O CNPQ é essencial em pesquisa básica. É um dos nossos motores. Esse problema será tratado ao longo do ano”, ressaltou. Entre as possibilidades citadas pelo ministro, estão as emendas parlamentares.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais