Seja Sócio Fórum
18 de setembro de 2018, 18h04

Ministro do STF dá mais 15 dias de prazo para PF encerrar investigação sobre Temer

Relator do caso, Luís Roberto Barroso, permitiu que a Polícia Federal tenha mais tempo para ouvir depoimentos solicitados pela defesa do emedebista e mostrar relatório final

Foto: Carlos Humberto/SCO/STF Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou, nesta terça-feira (18), a investigação a respeito de Michel Temer (MDB), com ligações ao setor portuário. De acordo com Camila Bonfim, do G1, o magistrado deu mais 15 dias de prazo para a Polícia Federal (PF) concluir as apurações e o inquérito e apresentar um relatório final a respeito do caso. A PF pediu mais tempo para ouvir dois depoimentos solicitados pelos advogados de defesa de Temer, previstos para esta terça e quarta-feiras (18 e 19). A Procuradoria Geral da República (PGR) ratificou e o ministro concedeu...

Foto: Carlos Humberto/SCO/STF

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou, nesta terça-feira (18), a investigação a respeito de Michel Temer (MDB), com ligações ao setor portuário. De acordo com Camila Bonfim, do G1, o magistrado deu mais 15 dias de prazo para a Polícia Federal (PF) concluir as apurações e o inquérito e apresentar um relatório final a respeito do caso.

A PF pediu mais tempo para ouvir dois depoimentos solicitados pelos advogados de defesa de Temer, previstos para esta terça e quarta-feiras (18 e 19). A Procuradoria Geral da República (PGR) ratificou e o ministro concedeu o prazo adicional.

Esta é, nada menos, do que a quarta prorrogação do inquérito, que investiga se um decreto editado por Temer tinha por objetivo beneficiar empresas que atuam no Porto de Santos (SP). Desde o começo das apurações, o emedebista e as companhias envolvidas negam que o decreto tivesse essa finalidade.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum