Imprensa livre e independente
07 de fevereiro de 2019, 07h07

Ministro do Turismo retorna ao cargo após confusão e posse na Câmara Federal

A exoneração sem aviso prévio causou constrangimento na base governista e na mídia alinhada, que chegou a comemorar a demissão do ministro, acusado de usar mulheres como candidatas laranjas para desviar recursos públicos do fundo partidário

Bolsonaro dá posse a Marcelo Alvaro no Ministério do Turismo (Foto: Carolina Antunes/PR)
Depois do imbróglio causado pela exoneração surpresa, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), em ato assinado em conjunto com o ministro da Justiça, Sergio Moro, voltou a nomear Marcelo Álvaro Antônio (PSL/MG) para o cargo de Ministro do Turismo. A decisão foi divulgada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7). Leia também: Mulher usada como candidata laranja por ministro do Turismo relata ameaça e pede asilo a Portugal A exoneração sem aviso prévio causou constrangimento na base governista e na mídia alinhada, que chegou a comemorar a demissão do ministro, acusado de usar mulheres como candidatas laranjas para desviar recursos públicos...

Depois do imbróglio causado pela exoneração surpresa, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), em ato assinado em conjunto com o ministro da Justiça, Sergio Moro, voltou a nomear Marcelo Álvaro Antônio (PSL/MG) para o cargo de Ministro do Turismo. A decisão foi divulgada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7).

Leia também: Mulher usada como candidata laranja por ministro do Turismo relata ameaça e pede asilo a Portugal

A exoneração sem aviso prévio causou constrangimento na base governista e na mídia alinhada, que chegou a comemorar a demissão do ministro, acusado de usar mulheres como candidatas laranjas para desviar recursos públicos do fundo partidário na eleição em Minas Gerais. Pelo Twitter, no entanto, Marcelo disse que estaria deixando o cargo apenas para tomar posse na Câmara Federal e depois retornaria ao cargo.

Álvaro Antônio foi ao Plenário da Câmara em cadeira de rodas, permaneceu apenas o tempo necessário para que fosse cumprido o protocolo da posse e depois deixou a Casa. Ele disse que realizou uma cirurgia na perna, mas que a partir desta quinta estará recuperado para reassumir a pasta do Turismo.

Veja também:  Bolsonaro extingue órgão de combate à tortura do governo federal

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum