Imprensa livre e independente
28 de junho de 2017, 12h39

Moro se nega a soltar Vaccari e alega outra condenação

Após decisão de segunda instância que absolveu ex-tesoureiro do PT, juiz de Curitiba alega outra prisão temporária para manter Vaccari preso. Leia documento   Por Redação   Foto: Lula Marques / AGPT   Após ser absolvido por tribunal de segunda instância por falta de provas, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari permanecerá preso em Curitiba.  Em despacho ontem, o juiz Sérgio Moro manda dar baixa da prisão anterior, mas alega que existe outra prisão preventiva decretada por ele e que por isso Vaccari deve continuar detido. A estratégia de Moro, desde que começou a Lava Jato, é decretar série de prisões...

Após decisão de segunda instância que absolveu ex-tesoureiro do PT, juiz de Curitiba alega outra prisão temporária para manter Vaccari preso. Leia documento

 

Por Redação   Foto: Lula Marques / AGPT

 

Após ser absolvido por tribunal de segunda instância por falta de provas, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari permanecerá preso em Curitiba.  Em despacho ontem, o juiz Sérgio Moro manda dar baixa da prisão anterior, mas alega que existe outra prisão preventiva decretada por ele e que por isso Vaccari deve continuar detido. A estratégia de Moro, desde que começou a Lava Jato, é decretar série de prisões preventivas e jogar a chave do presídio fora de maneira irregular perante a legislação brasileira.

Na decisão de ontem, ele expede alvará de soltura em relação ao processo julgado no TRF-4, mas ordena deixar Vaccari preso.

“Consigne-se que, não obstante, ele não deverá ser colocado em liberdade, eis que vigente a prisão preventiva contra ele decretada no bojo da ação penal 700002932303 e que está baseada em outras provas.

Veja também:  Governo quer cobrar aluguel dos mais pobres em nova versão do Minha Casa Minha Vida

 

Leia o despacho:

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum