08 de março de 2019, 09h38

Mourão cita Venezuela como exemplo de “Forças Armadas comprometidas com a democracia e a liberdade”

Na noite desta quinta-feira (7), Bolsonaro fez uma live ao lado dos generais Otávio Rêgo Barros e Augusto Heleno para reafirmar que “no Brasil nós devemos às Forças Armadas a nossa democracia e a nossa liberdade, e assim é em todo lugar do mundo"

Mourão (E) e Bolsonaro durante encontro com Juan Guaidó (Foto: Divulgação/PR)
Vice-presidente que coleciona contradições na cúpula do governo, o general Hamilton Mourão citou, em tuíte publicado nesta quinta-feira (7), a Venezuela como exemplo de Forças Armadas “comprometidas com a democracia e a liberdade”. A declaração foi dada para embasar a fala de Jair Bolsonaro que, em evento com militares, disse que a democracia só existe se as Forças Armadas “assim o quiserem”. “Se as Forças Armadas de um país não estão comprometidas com a democracia e a liberdade, esses valores não sobrevivem. Aí está o exemplo da Venezuela para nos mostrar isso. As FA brasileiras têm missão definida no Art...

Vice-presidente que coleciona contradições na cúpula do governo, o general Hamilton Mourão citou, em tuíte publicado nesta quinta-feira (7), a Venezuela como exemplo de Forças Armadas “comprometidas com a democracia e a liberdade”. A declaração foi dada para embasar a fala de Jair Bolsonaro que, em evento com militares, disse que a democracia só existe se as Forças Armadas “assim o quiserem”.

“Se as Forças Armadas de um país não estão comprometidas com a democracia e a liberdade, esses valores não sobrevivem. Aí está o exemplo da Venezuela para nos mostrar isso. As FA brasileiras têm missão definida no Art 142 da CF e são esteios da liberdade e baluartes da democracia”, tuitou Mourão.

O governo Jair Bolsonaro foi um dos primeiros o líder oposicionista Juan Guaidó como “autoproclamado” presidente da Venezuela. Auxiliado também pelos Estados Unidos, Guaidó tenta dar um golpe no governo de Nicolás Maduro, que se manteve no poder com amplo apoio das Forças Armadas.

Na noite desta quinta-feira (7), Bolsonaro fez uma live ao lado dos generais Otávio Rêgo Barros e Augusto Heleno para reafirmar o que havia dito pela manhã. “No Brasil nós devemos às Forças Armadas a nossa democracia e a nossa liberdade, e assim é em todo lugar do mundo”, disse.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.