Imprensa livre e independente
21 de julho de 2018, 08h41

MST protesta em frente ao STF contra prisão de Lula e privilégios do Judiciário

Grupo de Agitação e Propaganda do movimento social criticou benefícios como auxílio-moradia para os magistrados e procuradores

(Foto: Divulgação MST)
Um grupo de militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizou um protesto para denunciar os privilégios do Poder Judiciário no Brasil, além da prisão política de Lula, em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF).  A ação foi coordenada pelo Grupo de Agitação e Propaganda do MST. Os militantes se reuniram na frente ao STF com cartazes e fizeram uma intervenção teatral, vestidos de roupa de praia, em referência ao período de dois meses que os juízes têm de férias todos os anos. As informações são do MST e do Brasil de Fato. Jailma Lopes, que integra a brigada Carlos Marighella...

Um grupo de militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizou um protesto para denunciar os privilégios do Poder Judiciário no Brasil, além da prisão política de Lula, em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF).  A ação foi coordenada pelo Grupo de Agitação e Propaganda do MST. Os militantes se reuniram na frente ao STF com cartazes e fizeram uma intervenção teatral, vestidos de roupa de praia, em referência ao período de dois meses que os juízes têm de férias todos os anos. As informações são do MST e do Brasil de Fato.

Jailma Lopes, que integra a brigada Carlos Marighella do MST, explicou que o objetivo foi chamar a atenção para as regalias dos juízes. “O poder judiciário, que é antidemocrático e que é muito caro para o povo brasileiro, tem cometido várias arbitrariedades e está rasgando a Constituição desde o golpe contra a presidenta Dilma”.

A despesa do governo federal com o auxílio-moradia de magistrados e procuradores já atingiu quase R$ 1 bilhão neste ano. O benefício está em discussão há quatro anos no STF. Além disso, os magistrados também têm direito a 195 dias de folga, ou seja 53% dos dias do ano, entre recesso, férias, feriados e finais de semana.

Veja também:  VÍDEO: General Heleno tem surto e dá murros na mesa ao comentar entrevista de Lula à TVT

Marcha Nacional

Os militantes revelaram, ainda, que o MST fará uma marcha nacional em Brasília, entre os dias 12 e 15 de agosto, data em que será realizado o registro da candidatura de Lula à presidência da República. “A marcha tem o objetivo de passar pelas cidades, diante do povo brasileiro, e denunciar a prisão política de Lula e denunciar as arbitrariedades desse processo golpista contra o povo brasileiro”, explica Lopes.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum